TJMG: avanço na gestão de documentos

postado em 26 de set de 2010 06:26 por webmaster site   [ 13 de out de 2010 11:00 atualizado‎(s)‎ ]

Renata Mendes
DOCUMENTOS - Diretorias têm prazo até dia 24 de setembro para aderir à nova fase do Sistema de Informação
DOCUMENTOS - Diretorias têm prazo até dia 24 de setembro para aderir à nova fase do Sistema de Informação

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais dá mais um passo na área de gestão de documentos. Equipes da Diretoria Executiva de Gestão da Informação Documental (Dirged), ligada à Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), e da Diretoria Executiva de Informática (Dirfor) reuniram-se, ontem, 21 de setembro, com o presidente Cláudio Costa, e gestores das diversas áreas do TJMG para a apresentação das melhorias do Sistema de Informação da Gestão Eletrônica de Documentos (Siged).

O sistema permite a completa gestão de documentos no TJMG independente do meio (físico ou digital). Possibilita a produção do documento, o gerenciamento da tramitação, recebimento e armazenamento, facilitando a recuperação e a localização das informações e a correta destinação dos documentos (transferência, recolhimento ou eliminação).

Validado pela equipe técnica da Dirfor, o sistema foi homologado em agosto último. Inicialmente, o Siged funcionou como um projeto-piloto em vários setores do Tribunal, incluindo as áreas de planejamento, informática, gestão da informação, auditoria, protocolo e expedição. A partir de agora, o sistema, que foi aperfeiçoado, está apto para ser usado em um âmbito maior.

Durante o encontro, foi aberto espaço para que as diretorias do Tribunal de Justiça, interessadas em trabalhar com o piloto do sistema, fizessem sua adesão. O prazo termina na sexta-feira, 24 de setembro, e já na segunda-feira, 27, começa o treinamento para esse público. “As equipes que participarão da expansão do projeto-piloto usando a versão atualizada do sistema vão colaborar para que sejam detectadas eventuais inconsistências. Esse trabalho é extremamente relevante e permitirá que a área técnica possa propor os ajustes eventualmente necessários antes de o Siged ser expandido para outros setores da 2ª Instância. Esta fase é crucial para o sucesso do projeto”, informou a diretora executiva da Dirged, Mônica Sá.

Benefícios

Dentre os benefícios do Siged estão o aumento de controle e segurança sobre os documentos e seu ciclo de vida; a rapidez, flexibilidade e precisão na busca e localização de documentos (seja em meio físico ou digital); a efetivação plena de classificação e temporalidade documental; a redução do número de vias e cópias desnecessárias de documentos; e a racionalização e redução do uso de espaço de armazenamento. Permite ainda a redução de custos, maior organização nos ambientes de trabalho e a geração de uma base de conhecimento documental do Tribunal.

Fonte: TJMG. Disponível em <http://www.tjmg.jus.br/anexos/nt/noticia.jsp?codigoNoticia=23301>. Acesso em: 26 set 2010.
Comments