Ataque cracker à Locaweb deixa mais de 25 mil páginas fora do ar

postado em 18 de set de 2010 13:45 por webmaster site   [ 20 de set de 2010 05:17 atualizado‎(s)‎ ]
Do JC Online
No lugar das homepages foi colocada a foto da bandeira da Turquia com dizeres, como na imagem acima
Foto: Reprodução
No lugar das homepages foi colocada a foto da bandeira da Turquia com dizeres, como na imagem acima.

Um ataque de crackers (hackers criminosos que invadem sistemas) à empresa de hospedagem virtual Locaweb é um dos assuntos mais comentados na internet nesta sexta-feira (17). Milhares de blogs e sites ficaram offline com a invasão, entre elas a pernambucana Revista O Grito!. No lugar das homepages e conteúdos foi colocada a foto da bandeira da Turquia e outra foto de Mustafa Kemal Atatürk, fundador e primeiro presidente daquele país. 

Segundo o ranking do Zone-H, um observatório de ameaças digitais, mais de 27 mil sites sofreram o ataque nesta manhã. Quem assina a invasão é alguém conhecido como iSKORPiTX Hacker Turco. A Locaweb é um dos assuntos mais comentados no Twitter, sobretudo pela falta de contato e suporte aos clientes. Relatos afirmam que atendimentos via chat estão offline e ninguém atende os telefones de suporte.

Apesar de toda essa repercussão negativa no Twitter, a empresa postou no microblog apenas uma mensagem, anunciando uma nova funcionalidade em seu painel de controle.
O #WebDesk Locaweb agora permite agrupar usuários por cliente: http://bit.ly/usuariosWebDeskless than a minute ago via ScupLocaweb

Isso deixou os usuários ainda mais revoltados e menções negativas à marca aumentaram, sobretudo com a criação da tag #Locafail. Procurada pela reportagem, a assessoria da Locaweb não retornou às ligações. Enquanto nenhum posicionamento oficial é dito, usuários se perguntam quem irá arcar com os prejuízos, já que vários sites são comércios eletrônicos ou geram receita através de banners e impressões de páginas. "17 de setembro é o 11 de setembro da Locaweb", disse o usuário Conrado Adolpho, no Twitter. "E depois ainda falavam que a locaweb tinha o melhor serviço de hospedagem da América Latina", lamenta @thiagolhp.

Fóruns da internet comentam os ataques de hoje. O cracker conhecido como Iskorpitx já teria efetuado outro ataque parecido, mas com menor intensidade em 2006. O tipo de invasão é conhecido como defacemente, que é o ato de modificar uma página para outra feita pelo hacker.

É também conhecido entre os programadores como "pichação", e tem geralmente intenções políticas. "Consegui falar com a Locaweb no final da manhã e eles disseram que nossos arquivos estão assegurados, mas estamos temerosos", afimou Fernando de Albuquerque, um dos editores da Revista O Grito!, com sede no Recife e que tem mais de 3 mil artigos da publicação hospedados na Locaweb. 

Fonte: JC Online. Disponível em <http://jc.uol.com.br/canal/cotidiano/tecnologia/noticia/2010/09/17/ataque-cracker-a-locaweb-deixa-mais-de-25-mil-paginas-fora-do-ar-236758.php>. Acesso em 18 set 2010.

Nota do webmaster:

A cerca de duas semanas, identificamos um problema de segurança no site Última Instância, da UOL, especializado em notícias jurídicas. Os visitantes eram orientados a instalar um plugin de atualização, que, na verdade, era um cavalo de tróia. Apesar de reportarmos imediatamente o problema, os responsáveis ainda demoraram quase 48 horas para tomar providências. Isso mostra a fragilidade das medidas de segurança utilizadas, mesmo quando falamos de grandes infraestruturas (imaginem as pequenas...) e reforça a necessidade da atuação de Arquivistas capacitados na preservação e segurança de dados digitais.
Comments