Arquivo Público recebe equipamento para a higienização de documentos

postado em 18 de set de 2010 14:01 por webmaster site   [ 20 de set de 2010 05:16 atualizado‎(s)‎ ]
por Assessoria 

Mesa de higienização fará o tratamento de documentos do período do Regime Militar brasileiro.

O Arquivo Público de Alagoas (APA) recebeu esta semana o último equipamento doado por conta da parceria realizada entre governo federal e o Banco do Brasil no projeto Memórias Reveladas. A mesa de higienização foi recebida pelo diretor do APA, Geraldo Filho, para fazer o tratamento de documentos do período do Regime Militar brasileiro. 

“Esta é uma data de mais uma conquista para o Arquivo Público de Alagoas, que agora dará o tratamento correto aos documentos e assim preservará a história dos alagoanos”, comentou o diretor. 

Assessoria
Assessoria
A higienização do acervo é um dos procedimentos mais significativos existentes no processo de conservação de materiais arquivísticos e bibliográficos, uma vez que irá retirar do documento os agentes responsáveis pela deteriorização, como poeira, insetos, sujeira, marcas de grampos, etc. 

De acordo com Gisele Timóteo, gerente de documentos permanentes e bibliotecária do APA, o equipamento de higienização doado pelo projeto Memórias Reveladas é o mais moderno e eficiente do Estado. 

“A mesa de higienização que recebemos é extremamente eficiente. Duas pessoas operam a máquina ao mesmo tempo, agilizando assim a quantidade de documentos higienizados e a velocidade de sucção de impurezas dos documentos também é excelente. Hoje temos o melhor equipamento do segmento em Alagoas”, disse a bibliotecária. 

A higienização mecânica, atualmente utilizada pelo APA, é um método de limpeza a seco, eficiente para a remoção de sujeiras em qualquer tipo de documentos, sejam eles textuais, manuscritos, iconográficos, fotografias, projetos ou mapas. 

Pincéis, flanelas, espátulas, borrachas, pó de borracha, aspiradores, são parte do material que fazem a limpeza diária dos documentos. Todos eles também são higienizados após o término do trabalho. 

As pessoas envolvidas na execução do trabalho também utilizam aventais, toucas, óculos e luvas cirúrgicas descartáveis. 

“Essa recomendação deve ser seguida, imprescindivelmente, já que artefatos de papel absorvem óleos, ácidos e sais, quando em contato com a pele humana. Isso pode causar danos irreversíveis ao papel”, observou Gisele Timóteo. 

Desde que passou a ser ligado ao Gabinete Civil, o Arquivo Público de Alagoas vem passando por uma série de ações que visam estruturar e dar condições para que sua função de guardar e preservar livros e documentos relativos à vida administrativa de Alagoas seja cumprida com a excelência necessária. 

“No processo de legitimação dos arquivos públicos, não se pode esquecer os cidadãos. Somente com o acesso à sociedade um arquivo pode exercer seu papel, mostrando-se genuinamente vivo”, explicou o secretário-chefe do Gabinete Civil, Álvaro Machado. 

Memórias Reveladas - O projeto Memórias Reveladas consiste na parceria entre o governo federal e os diversos Arquivos Públicos espalhados pelo território nacional. O objetivo é resgatar todos os documentos que ainda possam ser encontrados e que retratam o Regime Militar brasileiro, que aconteceu no período de 1964 a 1985. 

Em contrapartida, o governo federal fornece apoio financeiro, através da Lei Rouanet, por meio de patrocinadores, como é o exemplo da atuação do Banco do Brasil no Estado de Alagoas. 

Até novembro, data do encerramento do projeto, o Arquivo Público terá que cumprir o restante do cronograma de execução elaborado pela União.

Fonte: Primeira Edição / JC Online. Disponível em <http://www.primeiraedicao.com.br/?pag=alagoas&cod=13761>. Acesso em 18 set 2010.
Comments