A Arquivologia e a Tecnologia da Informação

postado em 17 de set de 2010 00:32 por webmaster site   [ 12 de out de 2010 18:54 atualizado‎(s)‎ ]
Por A. Daniel

Os chamados "documentos eletrônicos", que muitas vezes parecem melhor retratados como “documentos
digitais” ou até como “documentos não materiais”, ainda são uma incógnita para a arquivística atual, na contrapartida de que os fundamentos tão consolidados desta área, ainda são conceitos obscuros aos profissionais da Tecnologia da Informação. Estes, que deveriam andar lado a lado, por serem de vital importância um ao outro, caminham incólumes e isolados. O volume de dados digitais já ultrapassou o volume de armazenando disponível mundialmente, e segue firme, com números extremamente expressivos, mas aparentemente ignorados.

Com o avanço tecnológico, novas fronteiras dos documentos são apresentadas todos os dias, demonstrando que as suas definições tradicionais podem atingir perspectivas nunca pensadas. Por outro lado, a ausência de atenção com o legado é muito preocupante. É hora dos arquivistas deixarem de temer a imaterialidade do ambiente digital, confrontando este horizonte com uma formação ainda mais ampla e capacitada, vez que a informação assume uma amplitude expressiva de suportes.

Precisamos substituir o amadorismo arquivístico da informática, em aumentar os espaços de armazenamento e atualizações de hardware, não levando em conta a correta gestão, segurança e descarte dos documentos, por uma postura totalmente nova. O desenvolvimento não pode comprometer o acesso futuro dos arquivos passados, necessitando que todos os profissionais envolvidos no assunto estejam comprometidos com a implantação e disseminação de padrões, como os da ISO, para suas instituições e o público.
Comments